Fique ligado

Espetáculo da Cia de Dança mostra relação entre o corpo e a cidade

Apresentação convida o público a refletir sobre o contexto social de cada um - DIVULGAÇÃO

Resultado de uma profunda pesquisa voltada ao pensamento contemporâneo do hip hop, o espetáculo de dança Sob a pele, da T.F.Style Cia de Dança, será apresentado nesta quarta-feira (20), às 20h, no teatro do Sesc Sorocaba. Os ingressos, disponíveis até o fechamento desta edição, custam R$ 17 (inteira) e podem ser adquiridos na central de atendimento da unidade (rua Barão de Piratininga, 555, Jardim Faculdade). 
  
Com direção e concepção de Igor Gasparini e direção artística de Frank Tavantti, o espetáculo é resultado de um processo colaborativo da companhia e propõe uma reflexão sobre a relação entre o corpo e a cidade, a partir da pele enquanto metáfora de delimitação entre interior e exterior. 
  
Gasparini detalha que o espetáculo convida o público a refletir sobre como os traços do tempo, da memória, e do contexto social são capazes de mudar completamente as vidas e as percepções carregadas ao longo dos anos. "Essa obra está ligada ao âmbito das sensações que são potencializadas nesse ambiente urbano das grandes metrópoles. É um recorte de como os medos, angústias, tensões e opressões influenciam nos movimentos desses corpos", comenta.
  
Além de Igor Gasparini, Sob a pele é apresentado pelos intérpretes-criadores Arthur Alves, Bruna Sant"Anna, Helon Hori, Luiz Paulo Cordeiro, Marcia Marcos, Marcos Werneck, Mayara Rosa, Natália Moura e Verônica Lopes. 
  
Embora o hip hop seja o principal objeto de pesquisa do grupo, criado em 2007, Sob a pele traz à cena músicas de outras vertentes, como peças instrumentais e experimentais, além de ambientação sonora feita ao vivo com um waterphone, um instrumento de percussão que possui cilindro de ressonância cheio de água é tocado com arco de violino. A apresentação tem cerca de 50 minutos de duração e a classificação indicativa é de 14 anos. 

 

fonte http://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/716121/espetaculo-da-cia-de-danca-mostra-relacao-entre-o-corpo-e-a-cidade